Outra Economia Acontece

Loading...

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Desfile expõe " moda solidária"em São Paulo

Modelos de três agências se revezaram na passarela trajando vestidos, maiôs, biquínis, bermudas e blusas confeccionados totalmente ou com detalhes de artesanato (Foto: Fernanda Calfat/Divulgação)


Desfile expõe "moda solidária" em São Paulo

Por: Solange do Espírito Santo, especial para a Rede Brasil Atual
Um desfile de moda na noite de quinta-feira (29) apresentou a produção de artesãs de 15 empreendimentos solidários do Ceará. As peças de praia e moda casual da Coleção Conexão Solidária foram desenhadas por estilistas e tiveram como principal matéria-prima os produtos confeccionados pelas artesãs. Elas, aliás, garantiram o “gran finale” ao subir à passarela acompanhadas de modelos de três agências. Aplaudidas fortemente, as artesãs, apesar da timidez, demonstravam orgulho por terem experimentado, pela primeira vez, o “mundo fashion”.
As peças apresentadas foram criadas pelos estilistas André e Rafaela de Castro, de Fortaleza, com direção criativa de Suzy Okamoto. O desfile aconteceu no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, que recebe desde quarta-feira (29), o Conexão Solidária – 1ª Mostra Nacional de Comercialização de Produtos e Serviços da Economia Solidária, evento organizado pela Agência de Desenvolvimento Solidário (ADS) da Central Única dos Trabalhadores (CUT).
Sob olhares atentos de uma plateia eclética – formado por empresários, empreendedores solidários, sindicalistas e representantes do poder público –, modelos das agências Ford, L’Equipe e BRM se revezaram na passarela trajando vestidos, maiôs, biquínis, bermudas e blusas confeccionados totalmente ou com detalhes de crochê, bordados, rendas de bilro e de filé, expressões do mais puro artesanato do Nordeste brasileiro e que move uma legião de artesãs de várias cidades daquela região.
Nos pés, calçavam sapatos e sandálias de fibras naturais. Um exemplo de que no mundo da moda é possível incorporar conceitos como responsabilidade social, sustentabilidade, cooperativismo e comércio justo, bases da economia solidária.

Para organizar o desfile com modelos exclusivos, a ADS – no período de pesquisa e execução das peças – acabou mobilizando mais de 150 artesãos. E o objetivo foi o de mostrar ao mercado o potencial produtivo e criativo do artesanato nacional.
O Conexão Solidária teve a exposição de produtos de 170 empreendimentos solidários e a realização de seminários, oficinas e rodadas de negócio.

Nenhum comentário: