Outra Economia Acontece

Loading...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

I Fórum Social da ECOSOL e a Assembléia dos Movimentos Sociais no FSM 10 Anos


No dia 29 de janeiro de 2010, no período da tarde, a Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS)1 esta convocando uma Assembléia dos Movimentos Sociais durante o FSM 10 Anos, na Grande Porto Alegre.

O objetivo dessa Assembléia é atualizar o Projeto Brasil, que é a plataforma dos movimentos sociais para o processo de desenvolvimento do Brasil, e unificar a ação das entidades em 2010.

A agenda do I Fórum Social e I Feira Mundial de ECOSOL já contempla a participação nessa Assembléia, visando apresentar os acúmulos, as reflexões e as propostas de agenda de luta social acumuladas pela Economia Solidária.

As perspectivas para a Assembléia dos Movimentos Sociais - FSM 10 Anos

A representante da União Brasileira de Mulheres (UBM) Lúcia Stumpf defendeu a necessidade de ser estabelecida uma agenda unificada das entidades e movimentos em 2010. "É importante que as atividades realizadas durante o ano acumulem para a aprovação de uma plataforma dos movimentos sociais em meados de 2010".

Entretanto, o representante do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Joaquim, alertou: “os movimentos não podem ficar absorvidos apenas pelo tema das eleições”. A opinião do MST foi aceita como consenso pelo conjunto das entidades, mais preocupadas em aproveitar o momento político das eleições para realizar o debate sobre um projeto de Brasil a ser implementado, cobrando dos elegíveis e debatendo com os eleitores, além é claro, da necessária mobilização popular.

Para a representante da Central Única dos Trabalhadores no Rio Grande do Sul (CUT-RS), Mara Feltes, o fundamental é “garantir o protagonismo popular”, e completa: “não adianta uma bela plataforma se não houver mobilização social para defendê-la”.

A Assembléia dos Movimentos Sociais durante o FSM 10 Anos tem assim, um duplo desafio: a) construir uma Plataforma de lutas e propostas unificadas pelos movimentos a fim de apresentar um Projeto Popular para o Brasil. b) Combinar uma intervenção qualificada no processo eleitoral, defendendo esse Projeto, sem se deixar absorver pela lógica eleitoral. Para isso, a mobilização social e a construção de uma agenda de lutas, é fundamental.

A Economia Solidária deve compor a CMS

A economia solidária dá um passo importante em organizar o I Fórum Social da ECOSOL, durante o FSM 10 Anos. Tendo como grande desafio nos 10 anos de FSM (Fórum Social Mundial) a construção coletiva de um programa de ação voltado a apontar saídas concretas para a Crise Mundial e mostrar que um Outro Desenvolvimento Solidário e Sustentável, já acontece e precisamos transformá-lo em hegemônico e que de possibilidade de aceno para toda humanidade.

Mas, para construirmos esse novo modelo de Desenvolvimento é necessário que a economia solidária e todo seu acúmulo forjado na prática cotidiana de milhares de trabalhadores e trabalhadoras que constroem essa outra economia, ganhem organicidade junto aos diversos movimentos sociais.

Para isso, é necessário que a Economia Solidária aproveite todo esse processo de debate e reflexão do I Fórum Social de ECOSOL para fazer uma participação qualificada na Assembléia dos Movimentos Sociais e na mesma solicitar oficialmente a entrada do movimento de economia solidária na Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS).

Passo esse fundamental para que a Economia Solidária junto com outros movimentos sociais possam apresentar de forma unificada um Projeto para o Brasil. Um projeto saído das ruas e das experiências autogestionárias e populares. Um Projeto que acene para uma resposta emancipatória a atual crise mundial, um novo modelo de desenvolvimento sustentável e solidário, baseado na autoorganização social, econômica e política dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiras.

Agenda dos Movimentos Sociais - 2010:


29 de janeiro
- Assembléia dos Movimentos Sociais - FSM 10 Anos

obs: A mesma reunião deverá se repetir nas atividades do FSM em Salvador, que será realizado entre 28 e 31 de janeiro.

08 de Março: Dia Internacional da Mulher - Marcha de Campinas até São Paulo.

01 de Maio: Realização de diversos atos em todo o Brasil. Defendendo um Projeto Popular para o Brasil.

29 de Maio (indicativo): Todas essas atividades, em especial, a Plenária dos Movimentos Sociais, devem ser espaços de mobilização para que no dia 29 de Maio, mais de 5 mil pessoas de diversas organizações realizem uma Grande Assembléia dos Movimentos Sociais, a fim de construir um grande fato político para chamar atenção da sociedade brasileira, para construirmos um Novo Modelo de Desenvolvimento para o Brasil.

Leonardo Pinho - Coordenação do I Fórum Social e I Feira Mundial de ECOSOL/FSM 10 Anos e do Fórum Paulista de ECOSOL
Texto escrito com base em informações de uma matéria de Luana Bonone (página Vermelho) e da página da CUT- Nacional.

1. A Coordenação de Movimentos Sociais (CMS) foi criada em abril de 2003, organizada por diversos movimentos tais como a CUT, UNE, UBES, UBM, CMP, CONAM, MMM, MST, UNEGRO, movimentos de moradia, estudantil, de desempregados, pastorais e diversos sindicatos. É um espaço de convergência, de construção de unidade e de reflexão entre os mais diferentes movimentos e formas organizativas de nosso povo, o qual é de suma importância e necessário nessa conjuntura complexa de necessidade de mudanças sociais.

Nenhum comentário: