Outra Economia Acontece

Loading...

terça-feira, 29 de maio de 2007

Parcerias na inclusão digital e Economia Solidária


Parcerias na inclusão digital darão novas oportunidades aos jovens

Ponto

A parceria entre software livre e programas sociais do governo federal trará novas oportunidades de inclusão digital para a juventude brasileira. Esse foi a avaliação do deputado Eudes Xavier (PT-CE), autor do requerimento para realização da audiência pública sobre a inclusão digital que aconteceu na Comissão de Trabalho da Câmara, nesta quinta-feira.

Para ele, o debate é a continuidade da estratégia do governo Lula de democratizar o espaço público para a juventude brasileira."Quando a juventude se apropria da tecnologia da informação, quando ela se organiza no foco da economia solidária, ela se torna atriz de um grande projeto que é o da inclusão," afirmou Eudes Xavier. O parlamentar ressaltou ainda que "é importante que a juventude brasileira seja vista como um ponto estratégico de desenvolvimento sócio econômico do país".

O secretário executivo do Programa Casa Brasil do governo federal, Edgard Leonardo Piccino, advertiu que a dificuldade maior dos programas de inclusão digital no país é a de manter os telecentros. "É mais fácil montá-los, agora a dificuldade é manter esses centros funcionamento adequadamente para atender a população," disse.

Eudes Xavier sugeriu a parceria entre governos estaduais e municipais. "As prefeituras têm um papel importante nesse processo. É necessário que haja consórcios com os governos dos estados e prefeituras, já que o governo federal está dando a oportunidade de inclusão social para a juventude," afirmou.

O diretor do Departamento de Fomento à Economia Solidária, Dione Soares Manetti, afirmou que a criação da Secretaria Nacional de Economia Solidária pelo Ministério do Trabalho foi idealizada para debater com a população novas formas de trabalho e economia. Segundo ele, a carteira de trabalho não é mais a realidade do trabalhador brasileiro, "que busca novas formas de trabalho em sua coletividade".



Nenhum comentário: